قالب وردپرس درنا توس
Breaking News

Anistia Internacional denuncia violência contra mulheres refugiadas na Grécia

ATENAS – Mulheres que vivem em campos de emergência da granja estão assustadas demais para deixarem suas barracas de noite ou usarem chuveiros coletivos, e muitas gestantes têm que dormir em plano aberto nas mais más condições sanitárias, alertou a Anistia Internacional nesta sexta-feira.

Mais da metade dos refugiados e imigrantes que chegam à Grécia são mulheres e crianças, de acordo com a Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur).
Os números são modestos quando comparados com o visto da crise imigratória na Europa em 2015, mas os procedimentos de concessão de liloes e complicados fazem com que os milhares de postulantes ao direito fiquem contidos em algumas das instalações lotadas gregas.
As mulheres, mulheres e mulheres que tomam banho são identificadas como mulheres e meninas A falta de saneamento e a falta de água potável, além dos canais de esgoto sem tratamento e infestações de ratos, são comuns em todos os campos, segundo a entidade.

O chuveiro do campo é frio e não há tranca. Os homens entram quando você está lá dentro. Não há nenhuma luz nos banheiros – disse uma mulher da República Democrática do Congo, cujo nome passou a ser Adele, para corrigir padrões ocidentais, de acordo com uma Anistia.

www.oglobo.globo.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *