قالب وردپرس درنا توس
Breaking News
AER

EUA bloqueiam pedido da ONU para investigação sobre massacre de palestinos

Os Estados Unidos mostram mais uma vez sua hostilidade em relação à Palestina, bloqueando na segunda-feira a adoção de um comunicado do Conselho de Segurança da ONU (UNSC) pedindo uma investigação independente sobre o recente massacre dos palestinos pelo regime israelense.

Isto foi relatado por fontes diplomáticas que destacam a recusa de Washington em votar contra o projeto de resolução que em uma parte indica que “o Conselho de Segurança expressa sua indignação e tristeza com a morte de civis palestinos que exercem seu direito de manifestar-se pacificamente “.

Na nota, obtida pela agência de notícias francesa AFP, o CSNU diz que é essencial realizar “uma investigação independente e transparente” sobre as medidas exercidas pelo regime israelense contra os palestinos, a fim de garantir que “eles se renderão”. as contas “relevantes.

Por outro lado, refere-se à decisão de Washington de declarar a cidade de Al-Quds (Jerusalém) capital do regime israelense e de ter transferido a embaixada dos EUA de Tel Aviv para a cidade santa, nesta segunda-feira 14, que coincidiu com a 70 O aniversário da criação do regime de ocupação israelense e o Dia da Nakba (da catástrofe), que marca a partida de suas casas dos palestinos.

Em consonância com a enorme rejeição mundial da mudança da embaixada dos EUA para a cidade sagrada, o Conselho de Segurança enfatiza que qualquer medida que vise modificar o status ou a composição demográfica dos Al-Quds “não tem efeito legal, é nulo e não é legítimo e deve ser anulado de acordo com as resoluções pertinentes “da organização internacional.

A fronteira entre a Faixa de Gaza sitiada e os territórios palestinos ocupados tem sido palco de manifestações na segunda-feira, nas quais dezenas de milhares de palestinos repudiaram a inauguração da embaixada dos EUA em Al-Quds.

Durante os protestos e até segunda-feira, pelo menos 52 palestinos morreram e 2.400 foram feridos pelo tiroteio de soldados israelenses.

Por sua parte, o Comitê para a Eliminação da Discriminação Racial (CEDR) da Organização das Nações Unidas emitiu uma declaração urgente na qual pede a Israel que cesse “o uso desproporcional da força” contra os palestinos.

www.hispantv.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *