قالب وردپرس درنا توس
Breaking News
THERE

Rússia: Londres está por trás do ataque químico fabricado na Síria

A Rússia disse na segunda-feira que tem provas de que o Reino Unido é diretamente responsável por ter fabricado uma assembléia sobre o suposto ataque químico na Duma, na região leste de Guta, a leste de Damasco (capital da Síria), para apresentá-lo como trabalho do exército sírio.

O representante russo perante a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), Alexander Shulgin, indicou que Moscou tem evidências indiscutíveis de que Londres estava por trás da teatralização do suposto ataque, com o qual eles justificaram um ataque à Síria.

“Esta não é uma versão muito provável, como o Ocidente frequentemente repete no caso do envenenamento do agente duplo Sergei Skripal, nesta ocasião, podemos mostrar as provas que temos em nosso poder sobre a cumplicidade do Reino Unido”, disse a autoridade russa. o OPCW.

Shulgin acrescentou que os inspetores da entidade supracitada devem inspecionar a área da Duma, onde houve um ataque de gás cloro, como divulgado pela organização Capacetes Brancos, ligada a grupos terroristas.

No entanto, questionou o representante russo, a inspeção vem depois que os Estados Unidos, França e Reino Unido atacaram a Síria, no início de sábado, com o propósito anunciado de destruir instalações de produção de armas químicas, para o qual eles usaram como pretexto. o incidente alegado em Duma.

A este respeito, o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, disse que primeiro havia uma punição contra a Síria e, em seguida, os inspectores foram autorizados a fazer o seu trabalho. O resultado após a punição será determinado por Washington, Paris e Londres, ele reiterou.

Neste contexto, o Ministério da Defesa da Rússia revelou em 13 de abril em um vídeo que as imagens do suposto ataque químico na Duma são nada mais que uma montagem dos chamados Capacetes Brancos, que funcionam sob a liderança do governo britânico.

www.hispantv.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *